Infecção Neonatal por Estreptococos do Grupo B: Diferentes Formas de Apresentação em Gémeas Monozigóticas

Authors

  • Fátima Santos
  • Joaquim Cunha
  • Carmen Carral
  • Susana Koehler
  • Dulce Oliveira
  • M. José Oliveira
  • Paula Cristina Fernandes
  • Simão Frutuoso
  • Valter Alves
  • Paula Regina Ferreira

DOI:

https://doi.org/10.25754/pjp.2002.5146

Keywords:

Estreptococo do grupo B, infecção congénita, prevenção

Abstract

O estreptococo do grupo B (GBS) continua a ser a principal causa de sépsis e mortalidade no período neonatal (i). Os últimos consensos sobre a prevenção da infecção precoce pelo GBS recomendados pelo Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia e pela Academia Americana de Pediatria prevêm a selecção das grávidas para profilaxia e o algoritmo de tratamento dos recém-nascidos (2).

Os autores apresentam dois casos de infecção neonatal a GBS com diferente forma de apresentação em gémeas monozigotas e fazem, a propósito, uma breve discussão baseada nos últimos conhecimentos e consensos sobre a infecção por este agente.

Downloads

Download data is not yet available.

Issue

Section

Case reports

Most read articles by the same author(s)

<< < 1 2 3 > >>