Autismo: diagnóstico e orientação Parte I - Vigilância, rastreio e orientação nos cuidados primários de saúde

Authors

  • Guiomar Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.25754/pjp.2009.4531

Abstract

Trata-se de um artigo de revisão sobre os sinais precoces do autismo dirigido aos médicos que vigiam a saúde das crianças e a outros profissionais que lidam com elas diariamente. O autismo é uma perturbação crónica do neurodesenvolvimento, habitualmente grave e muito frequente. Pretende-se neste manus crito, á luz do conhecimento actual, dar orientações em como vigiar e rastrear esses sinais patológicos, que na maioria dos casos são evidentes antes dos dois anos de idade. Podemo-los agrupar em alterações nas relações sociais, na comunicação verbal e não verbal e no comportamento que é rígido e repetitivo. É proposta a aplicação de um teste de rastreio específico de autismo, The Modified Checklist for Autism in Toddlers (M-CHAT), aos 18 e 24 meses, seguindo as normas da Academia Americana de Pediatria. Recomendase que os casos suspeitos sejam prontamente orientados para avaliação especializada multidisciplinar em Unidades ou Centros de Desenvolvimento. Simultanea mente devem ser desencadeados os apoios educativos locais, excluir défice auditivo e esclarecer os pais.

Downloads

Download data is not yet available.

Issue

Section

Review articles

Most read articles by the same author(s)